alimentos consumo consciente
Estudantes de Pernambuco criaram campanhas para combater o desperdícios de água e comida. Foto: Divulgação
- Publicidade -

Ao invés de simplesmente ensinar conceitos de sustentabilidade e consumo consciente aos alunos, uma iniciativa pedagógica decidiu transformar os estudantes de escolas públicas em porta-vozes destas ideias.

O Projeto Arte da Imagem uniu escolas de 12 municípios brasileiros em torno do propósito de conscientizar a comunidade escolar sobre a importância das nossas escolhas de consumo e seus impactos no planeta. Os estudantes desenvolveram campanhas, com fotos e argumentos próprios, orientados por professores que haviam participado de uma capacitação prévia para o projeto.

- Publicidade -

Ao educadores participaram de oficinas e ajudaram seus alunos a criarem uma comunicação para a comunidade, usando a fotografia como principal linguagem. As melhores campanhas de cada escola concorreram a workshops de fotografia e publicidade, pelo voto popular e pelo voto da comissão julgadora.

Participaram do projeto os municípios de Agudos (SP), Aracaju (SE), Cabo de Santo Agostinho (PE), Criciúma (SC), Itapetininga (SP), Jacareí (SP), João Pessoa (PB), Jundiaí – (SP), Queimados (RJ), São Paulo (SP), Urussanga (SC) e Uberaba (MG).

Em cada cidade, duas escolas foram contempladas com os workshops, nos quais alunos receberam inicialmente informações de como fotografar melhor com celulares e como criar uma campanha publicitária profissional. Em seguida, com a monitoria de fotógrafos profissionais, os alunos criaram coletivamente a campanha, inspirada nas que foram escolhidas pela votação.

Em Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, os alunos escolheram como temas o desperdício de água e alimentos, alertando para o papel de cada um no combate a estes dois graves problemas. Os alunos da Escola Municipal Marquês do Recife apontaram ainda quais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão relacionados com cada campanha.

O resultado desse trabalho será compartilhado com todas as escolas participantes por meio da distribuição gratuita do livro físico e digital do projeto. As campanhas criadas pelos alunos também foram grafitadas no muro das respectivas escolas.

Os responsáveis pelo projeto calculam que as mensagens sobre consumo consciente criadas pelos estudantes atingiram mais de quatrocentas mil pessoas.

- Publicidade -