Ter amigos imaginários, tornar-se invisível diante de adultos, acreditar ser o grande heroi (ou heroína) dos quadrinhos. Muitas fantasias marcam o universo infantil, porém, infelizmente, há coisas que, de fato, fazem parte de algumas delas: é o caso das crianças em situação de rua que parecem vestir uma capa de invisibilidade.

Para chamar atenção deste fato que, de tão rotineiro, já se tornou comum ao olhar de muitas pessoas, a organização social sem fins lucrativos Casa do Zezinho propõe o financiamento de um material capaz de tornar pessoas e objetos invisíveis. Logicamente, o protótipo é fictício.

Na provocativa campanha “The Cloak of Invisibility”, desenvolvido pela produtora La Casa de la Madre em parceria com a agência AlmapBBDO, é contada a história de uma startup que, após anos de estudos e pesquisas, consegue desenvolver o modelo ideal da capa de invisibilidade. Quer saber o final dessa história? Então assista ao vídeo abaixo:

A ONG Casa do Zezinho tem apostado em ações criativas. Há cerca de um ano foi lançado um vídeo em que atores mirins se fazem passar por crianças de baixa renda. Elas se aproximam de pedestres para pedir ajuda, mas não é dinheiro que elas querem, relembre aqui.

Com 21 anos de história, a Casa do Zezinho já atendeu mais de 15 mil crianças em situação de risco por meio de diversas oficinas e projetos. Agora, a ONG deseja aumentar em 12% o número de atendidos, mas para isso é preciso de mais doadores. A campanha que está no site de financiamento coletivo Indiegogo termina no próximo dia 26 de março, ajude aqui.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.