Um grupo de ciclistas da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, organizou uma pedalada especial em memória das vítimas do incêndio ocorrido na boate Kiss, na madrugada do último domingo (27).

Os ciclistas que participaram do ato se vestiram de branco e passaram por alguns pontos da cidade gaúcha, até chegarem à Rua das Andrada, onde está localizada a balada. Ali o grupo se juntou em um círculo e fez uma oração.

A pedalada em memória das 235 vítimas do incêndio foi organizada pelo Facebook, conforme depoimento dado por Leonardo Severo da Costa, ciclista e mestrando da Universidade Federal de Santa Maria. Em declaração ao G1, o estudante explicou como surgiu a ideia do movimento: “Nosso grupo faz essa pedalada periodicamente. Vários componentes apresentaram a proposta dessa homenagem e a maioria aceitou. É uma maneira de lembrá-los.”

Além da pedalada, milhares de pessoas participaram de uma caminhada, que marca a lembrança, mas também é uma forma de protesto para que as autoridades competentes trabalhem em prol da justiça do caso.

A boate incendiada era usada na noite de sábado (26) para uma festa, cuja maior parte dos participantes era formada por universitários da faculdade local. Após um incidente envolvendo sinalizadores e um show pirotécnico, o ambiente pegou fogo antes que os jovens conseguissem sair do local. Parte das vítimas morreu queimada, enquanto outros foram intoxicados pela fumaça.

A polícia tem trabalhado na investigação do caso e diversas irregularidades já foram identificadas. O acidente ficou conhecido como uma das piores tragédias da história brasileira e gerou comoção nacional. Com informações do G1.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.