O chef Alex Atala e o produtor cultural Felipe Ribenboim, com a chancela do Instituto ATÁ, anunciam, pelo segundo ano consecutivo, o seminário “FRUTO | Diálogos do Alimento”. O evento contará com a presença de 30 personalidades dos ramos da sustentabilidade, ciência e gastronomia, além de representantes da indústria.

Entre os especialistas estão Atom Sarkar, neurocirurgião estadunidense que aponta a relação entre o cérebro, os alimentos e a memória; Yossi Lesher, ornitólogo de Israel que estuda o poder de transformação das aves sob o meio ambiente; e Chido Govera, agricultora do Zimbábue que aprendeu, e agora ensina, o cultivo de cogumelos a partir de resíduos de café e milho, entre outros.

Seminário FRUTO

Realizado na Unibes Cultural, o FRUTO ocorre nos dias 25, 26 e 27 de janeiro, e propõe uma programação diversificada, que apresenta questões sobre gastronomia, meio ambiente, agricultura e consumo consciente. Nos dois primeiros dias, apenas convidados podem participar do simpósio, mas, com a intenção de atingir o maior número possível de pessoas, todo o conteúdo será transmitido em livestream no site http://fru.to.

Como novidade para essa edição, no último dia do seminário, acontecerão três rodas de diálogo abertas ao público. Sempre com a mediação de um especialista, esta é chance de debater e tirar as principais dúvidas sobre outros três tópicos importantes que permeiam a produção de alimentos: educação, desperdício e políticas públicas. Ao todo, estima-se que cerca de 900 pessoas participem do evento.

O evento é organizado por Alex Atala e Felipe Ribenboim.

A escolha da capital paulista para sediar as discussões não é por acaso. O FRUTO entende que a cidade é um dos poucos lugares no mundo que reúne diferentes protagonistas, com uma crescente oferta orgânica, projetos de hortas urbanas, organizações não-governamentais engajadas na questão alimentar, chefs de cozinha que trazem essa discussão para a mesa, além de projetos voltados para a origem do alimento.

Pensando nisso, e também na capacidade agrícola do Brasil, o seminário pretende consolidar o País como principal palco desse debate, envolvendo todos os seus atores, de pequenos produtores à indústria de alimento, criadores de hortas urbanas a comunidades indígenas, antropólogos a agrônomos e engenheiros genéticos.

Sobre o Instituto ATÁ

O Instituto ATÁ é a primeira entidade brasileira a se dedicar exclusivamente à relação do homem com o alimento. Iniciativa de um inédito e diverso grupo de lideranças da sociedade civil e do mundo empresarial, incluindo nomes como o chef Alex Atala, Beto Ricardo (Instituto Socioambiental), Roberto Smeraldi (Instituto ATÁ) e Georges Schnyder (SlowFood e Editora 4Capas), a missão do Instituto é “aproximar o saber do comer, o comer do cozinhar, o cozinhar do produzir, o produzir do ambiente”. Mais informações em: www.institutoata.org.br | www.facebook.com/institutoata.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.