Um caderno de desenhos está aproximando as crianças da região Noroeste de Mato Grosso da fauna, flora, paisagem e cultura locais de forma lúdica. Com patrocínio da Petrobras, o Caderno para Colorir do projeto Pacto das Águas traz ilustrações feitas especialmente para apoiar o trabalho de educação ambiental sobre esses temas.

São 14 ilustrações, escolhidas dentro de temas relevantes para educação ambiental e para as comunidade envolvidas no projeto. Para apoiar os professores, um Suplemento Pedagógico foi elaborado, trazendo um  conjunto  de  informações  sobre  os  temas  das  ilustrações  e  sugestões de  atividades  que  podem  ser  feitas  em  sala  de  aula  para  potencializar o uso em sala de aula.

Apoio aos educadores

A educadora Claudemira Vaz de Moraes, do Centro de Educação Infantil Raio de Sol, em Aripuanã, conta que o caderno tem sido um ótimo complemento para o programa de aula preparado pelos professores.

“Em nosso plano de aula há muito conteúdo sobre o meio ambiente. Abordamos o tema dos animais em extinção, a preservação do meio ambiente, o descarte correto do lixo que produzimos”, conta Claudemira. “A educação socioambiental faz com que eles reflitam sobre o que é e o que não é adequado, quando se trata da natureza, para não prejudicar o meio ambiente. Em nossa unidade, a educação socioambiental é de grande importância”, completa.

O projeto distribuiu 1.000 exemplares do caderno para escolas de educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental de Aripuanã e Colniza no ano passado. Agora, todo o material está disponível para download, facilitando o uso tanto nas escolas quanto pelos pais – basta baixar o arquivo em pdf e imprimir em qualquer impressora doméstica.

Inspiração para pesquisa

O uso do material em sala de aula serviu, inclusive, de inspiração para uma pesquisa de duas estudantes de Pedagogia da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

Maria Conceição Alves dos Santos e Jéssica Conceição da Silva observaram a utilização das ilustrações em sala de aula, analisando a percepção de crianças de 3 a 5 anos quanto à existência e identificação de animais em extinção da região. O estudo de caso será base para o trabalho de conclusão de curso das estudantes neste ano.

Reconhecimento local

O universo abordado pelo Caderno de Colorir Pacto das Águas e pelo suplemento pedagógico é totalmente relacionado aos locais de atividades do projeto. As ilustrações representam as comunidades ribeirinhas da Reserva Extrativista Guariba-Roosevelt, as atividades de coleta de castanha e borracha e a cultura do povo indígena Rikbatsa.

Espécies conhecidas da região como o tamanduá bandeira, a anta e o macaco zogue-zogue estão representadas no caderno, bem como animais ameaçados de extinção, como onça-pintada e a harpia, também conhecida como gavião-real e gavião-de-penacho. Completa o conjunto de ilustrações uma das paisagens mais conhecidas do Noroeste de Mato Grosso: as cachoeiras do rio Aripuanã.

Clique aqui para baixar o Caderno de Colorir Projeto Pacto das Águas e Suplemento Pedagógico

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

O  material  de  apoio  para  educação  ambiental também está alinhado com  as  metas  do  4º  Objetivo  do  Desenvolvimento Sustentável da ONU, que trata de assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, inclusive promovendo a educação para o desenvolvimento e estilos de vida sustentáveis.

De acordo com as metas da ONU, o caminho para o desenvolvimento sustentável das Nações Unidas passa por investir na educação para o desenvolvimento e estilos de vida sustentáveis, incluindo temas como direitos humanos, igualdade de gênero, promoção da cultura de paz e da não violência, cidadania global, valorização da diversidade cultural e da contribuição da cultura para o desenvolvimento sustentável.

Pacto das Águas

O projeto Pacto das Águas, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental tem como objetivo principal promover o uso sustentável da sociobiodiversidade, com povos indígenas e comunidades tradicionais das Terras Indígenas Japuíra e Escondido e da Resex Guariba Roosevelt. As ações são parte de uma estratégia de emissões evitadas para mitigação do aquecimento global e das mudanças climáticas pela conservação da floresta em pé no Noroeste de Mato Grosso.