O isolamento provocado pela quarentena imposta ou pela escolha consciente de não circular pela cidade não precisa ser necessariamente um distanciamento pessoal e ausência de interação com as pessoas que fazem parte da nossa vida.

Na Itália, por exemplo, as pessoas vão até as varandas e janelas para cantar com seus vizinhos. Talvez esta não seja a opção que mais combine com você, mas nós separamos algumas alternativas para superar a distância física nos dias que ficamos em casa.

O telefonema, este clássico

telefone
Foto: Unsplash

Em tempos de mensagens instantâneas e redes sociais, muitas vezes esquecemos como é gostoso ouvir a voz e bater longos papos pelo telefone. A utilidade deste aparelho que depois se tornou multimídia nasceu justamente da possibilidade de conversar com quem está longe (no bairro vizinho ou em outros países). Uma longa troca de textos e mensagens pode ser substituída por um telefonema e pela voz, risada e por uma interação mais próxima.

Chamadas de vídeo

Foto: Unsplash 

Mais do que transmitir a voz, os aparelhos de telefone e também nossos computadores, podem transmitir a imagem da família, amigos e dos lugares onde eles estão. Dá para ver o sobrinho, a avó, a amiga que cortou o cabelo e quer mostrar, ver como é o apartamento daquela pessoa para quem você está devendo uma visita… A tecnologia está aí com esta possibilidade de termos conversas ao vivo com quem não está do nosso lado.

Escrever uma carta

carta
Foto: Unsplash

Pode parecer uma ideia romântica nos dias de hoje. Mas por muito tempo, as pessoas trocavam cartas para expressar seus sentimentos, contar novidades e serem lembradas por quem está longe. Tem gente que ainda mantém este hábito. Seja como for, pode ser uma surpresa bacana receber uma carta de alguém (ao invés dos tradicionais boletos).

Existem formas mais rápidas de se comunicar, mas este pode ser um jeito “novo” de manter contato ou estreitar laços. Uma carta significativa pode ser guardada, lida e relida muitas vezes, em diferentes momentos.

Para as crianças que estão em casa, este pode ser um bom exercício de aprendizagem e expressão.

Mídias sociais

Foto: Unsplash

As mídias sociais se tornaram palco de grandes discussões, embates ideológicos e fonte de algumas brigas que saíram do mundo online. Mas as mídias sociais podem ser também uma plataforma para encontrar pessoas com interesses em comum, grupos com informações sobre os seus assuntos preferidos e fonte de coisas boas, como trocas positivas e divertidas de mensagens, fotos e inspiração para dias difíceis.

A dica é evitar discussões e troca de mensagens com pessoas com as quais temos pontos de vista muito contraditórios. Em tempos difíceis, acolhimento e incentivo são mais importantes.

Grupos online de livros

A tradição de reunir pessoas para falar sobre um determinado livro já foi muito comum. Nos dias de hoje está mais restrita a grupos de gente apaixonada por literatura. Mas pode ser interessante escolher um livro para ler entre amigos e conversar sobre a história com quem também leu – cada pessoa tem um ponto de vista diferente e, quando o livro é interessante, desperta as mais variadas reações e interpretações. Esta iniciativa pode ser um bom jeito de retomar o hábito de ler livros, deixada de lado nos dias de hoje, mas que pode ser muito enriquecedor e relaxante.

Games

games
Foto: Unsplash

Os e-sports estão crescendo cada vez mais e existem muitos jogos e plataformas online onde é possível “se reunir” com amigos, formar times, jogar um contra o outro. Tudo isso, com muita adrenalina e emoção, cada um do seu canto, mas com uma interação bem intensa. Para quem não tem familiaridade com este universo, mas tem interesse em experimentar, vale pedir dicas para os fãs de esportes eletrônicos – eles normalmente tem uma seleção de jogos preferidos ou pelo menos podem indicar jogos que tenham mais a ver com você. As opções vão desde guerras e lutas, até jogos de estratégia ou tramas em mundos fantásticos.

Filmes e séries juntos, à distância

filme
Foto: Unsplash

Os cinemas estão com as portas fechadas. Mas assistir a filmes ou séries continua sendo uma ótima maneira de passar o tempo e, de certa forma, viajar para outros lugares e realidades, sem sair de casa. Existem aplicativos que foram criados especificamente para que duas ou mais pessoas possam ver filmes juntas, mas em lugares diferentes, como o twoseven ou o Syncplay.

Estar presente onde você está

sorriso presente
Foto: Unsplash

Muitas vezes estamos em um lugar, pensando em outros lugares, pessoas ou situações. Sentamos na mesa ou no sofá com nossa família ou amigos e passamos o tempo olhando para o telefone, checando redes sociais ou notícias. Os dias que passamos em casa podem ser uma grande oportunidade de fortalecer nossa conexão real com quem vive com a gente. Conversas, atividades em comum, momentos de presença real física e mentalmente podem voltar a fazer parte da rotina.

Há quanto tempo você não deixa o telefone de lado? Quais são os jogos que vocês costumavam jogar em família quando não havia internet? Que tal pegar uma receita de preparar uma refeição juntos? Desacelerar também pode ser uma boa alternativa para melhorar a qualidade da sua vida social.

#VamosFicarEmCasa #PorUmMundoMelhor