O Razor, projeto criado pelos estudantes brasileiros, é um suporte de bicicletas projetado para as grandes metrópoles. Diferente dos suportes convencionais, que costumam ser fixos ao chão ou a outro adereço, o produto é um sistema prático e móvel que pode ser transportado sem dificuldade. Feito de alumínio injetado com formato robusto e traços fluídos, ele transmite confiabilidade e segurança, além de praticidade.


Imagem: Divulgação

A ideia foi considerada tão inovadora que recebeu destaque em uma das principais competições internacionais de design, o iF STUDENT DESIGN AWARD 2015. Carlos Alberto de Melo Jr., um dos estudantes responsáveis pelo projeto, ao lado de Ana Carolina Lino Buissa, conta que o equipamento foi feito em 2014 e que teve como referência a linguagem do mobiliário urbano de Curitiba.


magem: Divulgação


Imagem: Divulgação

Para ele, por estar relacionado com a ciclomobilidade, o produto teve maior aceitação dos jurados europeus. “Por ser um prêmio muito bem conceituado e ter esse reconhecimento internacional, o iF STUDENT é um sonho para qualquer designer. Com o Razor, apresentamos um produto contemporâneo, que está ligado diretamente à rotina das grandes cidades e ao crescente apelo pela utilização da bicicleta nos grandes centros urbanos. Ainda nem caiu a ficha de que o nosso projeto foi premiado entre tantos inscritos, especialmente por ser o único brasileiro”, explica.

O professor da Universidade Federal do Paraná, Ken Fonseca, orientador do projeto, considera que o desafio é uma ótima oportunidade para que os estudantes possam desenvolver e apresentar seus projetos inovadores, assim como aprender a comunicar de forma objetiva suas ideias para um júri com expertise internacional. “Para nós, ter um estudante premiado com o iF, também significa um reconhecimento ao nosso processo educativo”, destaca.

Realizado anualmente, o iF STUDENT DESIGN AWARD premia cem projetos entre os mais inteligentes, criativos e inovadores dentro de cada disciplina: Design de produto e industrial; Design de Comunicação e Multimídia; Design de Moda; Arquitetura e Design de Interiores. Neste ano, foram 13.924 inscritos de 68 países.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.