Há pouco mais de três anos, o casal polonês Kris Jozefowski e Adela Tarkowska decidiu iniciar a maior aventura de suas vidas: dar a volta ao mundo sobre duas rodas. O trajeto teve início na Turquia e, após quase 30 mil quilômetros, a dupla está em solo brasileiro.

Kris e Adela mantêm um site sempre atualizado com as últimas fotos e notícias de suas viagens. Essa, aliás, foi a premissa para o início da aventura. Quando o projeto ainda era apenas um sonho, o casal pensou que seria necessário encontrar uma forma de bancar a viagem. A ideia então foi trocar pequenas cotas de patrocínio pelos relatos sempre atualizados e fotos dos locais por onde passariam. Inicialmente, apenas a família e alguns amigos apostaram as fichas no casal, mas com o tempo e a popularização da iniciativa, os dois ganharam mais apoio.

Os poloneses iniciaram a viagem na Turquia de onde seguiram para diversos países do Oriente Médio e África. Após ter contato com diferentes culturas, paisagens e pessoas, a dupla finalmente embarcou rumo à América do Sul. Por aqui, o primeiro país visitado foi a Argentina, onde Kris e Adela enfrentaram as baixas temperaturas da Patagônia, passaram pelo Chile, Paraguai e agora estão hospedados em território brasileiro.

A chegada ao Brasil aconteceu no Paraná, depois os dois pedalaram até o Rio de Janeiro e estão neste momento em Campo Grande – MS, de onde irão rumo às belezas naturais de Bonito. Todo o cronograma de viagem deve durar, ao menos, mais sete anos. Os ciclistas pretendem passar por toda a América até chegarem ao Alasca e depois dar continuidade ao roteiro, que ainda inclui países da Ásia, Europa e Oceania. No entanto, as condições climáticas podem influenciar este planejamento, já que fortes chuvas, por exemplo, podem limitar e atrasar as pedaladas.

Como a proposta não é ter uma viagem luxuosa, o casal se compromete a carregar apenas aquilo que são capazes de suportar em seus bagageiros. Isso inclui colchonetes, barracas, roupa, utensílios de cozinha e alguns alimentos. Eles garantem não se hospedar em hotéis e também não comer em restaurantes. Em consequência disso, os dois acabam fazendo muitas amizades pelo caminho e, em alguns casos, são até mesmo hospedados nas casas dos novos amigos, feitos durante a viagem.  

Todas as informações da viagem e as fotos dos roteiros estão disponíveis do site do projeto. Clique aqui para obter mais informações.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.