As bicicletas têm ganhado cada vez mais espaço nas ruas das grandes cidades brasileiras. Mesmo com a baixa estrutura cicloviária, a praticidade, rapidez e os diversos outros benefícios que a bike proporciona conquistam muitos novos adeptos.

Em São Paulo, este meio de transporte tem aquecido o mercado, proporcionando novos negócios, e é visto como um dos meios de locomoção mais eficientes para uma cidade que sofre constantemente com congestionamentos.

O número recorde de ciclistas que completaram a Rota Márcia Prado no último mês de dezembro é uma das provas disso. O sucesso D a ciclofaixa de lazer, que funciona na cidade aos domingos e feriados nacionais, é outra demonstração deste crescimento. Mas, o mais interessante é que o estigma de que quem anda de bicicleta é pobre, praticamente não existe mais.

Às vésperas de completar 459 anos, a capital paulista tem uma semana repleta de comemorações e reflexões, entre elas vale repensar a mobilidade e testar novos meios de transporte. Entre as ações especiais, a revista Época São Paulo dedicou a matéria de capa de sua edição semanal para mostrar que a bicicleta já caiu no gosto dos paulistanos, mostrando exemplos de como a classe média tem apostado na bike para evitar os transtornos automobilísticos.

O programa Mais Você, na rede globo, também preparou uma reportagem especial sobre o tema e mais uma vez o estigma da bicicleta foi deixado para trás. A matéria utilizada no programa matutino contou com a presença do cantor Lucas, da banda Fresno.

Apesar de ser gaúcho, o músico mora na cidade de São Paulo e garante não ter carro, utilizando a bicicleta diariamente como seu principal veículo. O gosto pela bike já foi mostrado por ele em um dos clipes da banda, em que Lucas aparece andando de bicicleta e o vídeo não conta com nenhum carro.

O princípio do vocalista se espalhou pela banda e pelos fãs no último sábado (19), quando o grupo se apresentou no Parque Ibirapuera com toda a energia utilizada no show sendo gerada por bicicletas pedaladas por voluntários. A apresentação faz parte de um conjunto de iniciativas do World Bike Tour.

World Bike Tour São Paulo

No dia 25 de janeiro São Paulo faz aniversário, além disso, a cidade receberá sua quinta edição do World Bike Tour (WBT). O evento reúne, anualmente, milhares de ciclistas e novos ciclistas, que passeiam pela cidade sobre duas rodas, mas também simbolizam a necessidade de mudança e de novas estruturas.

O WBT não é apenas um encontro, é uma janela de novas possibilidades, já que os inscritos ganham um kit que conta com bicicleta e equipamentos de segurança. De acordo com José Costa, diretor de comunicação do evento, a cada ano oito mil novas bicicletas são distribuídas pelo WBT na capital paulista. Isso significa que, a partir da próxima semana, existirão, ao menos, oito mil novos ciclistas em potencial. No entanto, a quantidade de pessoas interessadas em participar do evento chegou a meio milhão.

Por Thaís Teisen – Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.