A morte de ciclistas que pedalam a noite é, muitas vezes, justificada pela alegação de que o motorista não enxergou a pessoa a tempo de evitar a tragédia. Ser notado na pista é uma questão de sobrevivência, pelo menos foi isso que percebeu a artesã Katie Barton. Ela cria broches com material reflexivo para serem colocados nas roupas.

Foi em seu estúdio, localizado no centro de Londres, que Katie começou a fazer acessórios refletivos para que fossem usados por ela mesma e por seus amigos. A ideia é que, ao usar os bottons, o ciclista fique iluminado e seja visto mesmo à distância. É uma ideia simples, mas que pode fazer toda a diferença durante a pedalada noturna.

O produto da artesã é prático, divertido e tem um custo acessível. Chamado de SpotMe, eles são feitos com todo o cuidado e podem ser colocados em qualquer peça de roupa ou, caso o ciclista esteja carregando uma bolsa, pode ser colocado no acessório que estiver levando.

Além dos bottons, a artesã também produz cartões com ilustrações em relevo sobre ciclismo. O interior do cartão é todo branco para que o remetente possa escrever sua mensagem.

O produto é vendido na Inglaterra, Espanha, Estados Unidos, além da venda pelo site Our Workshop. Cada broche custa apenas cinco dólares e o site “Eu vou de bike” ainda dá a dica: basta um alfinete e uma fita refletiva para fazer um parecido em casa.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.