As aulas recomeçaram e, com elas, o trânsito aumenta e o congestionamento na porta dos colégios volta a atrapalhar a vida dos pais e de quem passa por perto – uma situação que se repete todos os anos.

Para solucionar este problema, a BMG UpTech, criou a startup Filho Sem Fila, que disponibiliza um sistema de segurança e logística para a saída dos estudantes.

Criado em 2013 e lançado oficialmente em 2014, o Filho sem Fila permite reduzir em até 75% o tempo de espera na porta da escola ou procurando vagas.

Atualmente, a ferramenta já está em mais de 180 instituições de ensino e mais de 50 cidades brasileiras, além de estar presente no Canadá e no Paraguai.

O aplicativo permite que pais de alunos, com seus smartphones iOS e Android, avisem à portaria, com antecedência de 10 a 15 minutos, que estão próximos ao colégio. A equipe da escola tem acesso, pelo próprio app, a fotos e documentos dos responsáveis pela retirada da criança, confere de quem se trata e agiliza o deslocamento do estudante.

Essa organização do fluxo de saída reduz a fila de carros à espera – em até 75% – e, consequentemente, o trânsito nesse horário. São mais de 35 mil alunos e 55 mil pais cadastrados.

Resultados positivos

Os resultados são tão positivos que a startup registrou um crescimento de mais de 30% em 2019, em relação ao ano anterior. A solução é simples de instalar e requer poucos recursos de infraestrutura para o funcionamento padrão.

No ano passado, a Filho Sem Fila também passou a monitorar o transporte escolar. “Além das crianças que vão a pé ou de carro, que a gente já cuidava, passamos a disponibilizar aos pais informações desde o momento em que a van escolar se aproxima do ponto de embarque. Assim, sabem que seu filho ou filha embarcou, acompanham, em tempo real, a localização da van num mapa e sabem quando a criança desembarcou. Com isso, aliado à funcionalidade de check-in na escola, a família tem total controle de todo esse trajeto”, esclarece Leo Gmeiner, um dos criadores do aplicativo, Léo.