Amsterdã é internacionalmente conhecida como um dos paraísos mundiais para o ciclismo. O uso da bicicleta como meio de transporte é tão comum na capital holandesa, que o município tem enfrentado um grande problema por não ter espaço suficiente para estacionar bicicletas.


Foto: Transformer18/Flickr

A situação é tão grave, que o governo local já anunciou o investimento grandes projetos de estacionamentos exclusivos para bikes. Conforme informado pelo site CityLab, até 2030, a cidade deve ter mais 21.500 novas vagas para bicicletas.

O maior projeto consiste em criar um abrigo subterrâneo sob o lago próximo à principal estação de metrô de Amsterdã. A estrutura seria ligada à estação através de um túnel subterrâneo, facilitando aos moradores utilizarem os dois modais em suas viagens. O segundo grande estacionamento será flutuante, com duas ilhas capazes de armazenar duas mil bikes.


Foto: Mor BCN/Flickr

Na capital holandesa a bicicleta é o principal meio de transporte. De acordo com o CityLab, 57% dos moradores usam suas bikes todos os dias e 43% utilizam a magrela para ir e voltar do trabalho. Entre as principais justificativas para isso está a extensa estrutura cicloviária e a dificuldade que os motoristas têm para se locomoverem em seus carros pelas estreitas e antigas ruas da cidade.

Para se ter noção da enorme quantidade de bicicletas espalhadas pelo município, em 2013 as autoridades retiraram 73 mil bikes das ruas por estarem estacionadas em locais proibidos.  

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.