- Publicidade -

Uma casa pré-fabricada que tivesse baixos impactos ambientais, manutenção e que se adaptasse à paisagem natural da Cordilheira dos Andes. Esse era o desafio nas mãos do arquiteto chileno Sebastián Irarrázaval e ele conseguiu cumprir o propósito com maestria.

A residência está localizada em Lo Barnechea, Chile, foi concluída em 2012 e conta com uma área construída de 350 metros quadrados. A base para a estrutura foram contêineres reaproveitados. Isso facilitou a construção, deixando-a mais rápida e barata.

- Publicidade -

Os dois principais objetivos eram ter uma casa que se integrasse à paisagem dos Andes e que tivesse conceitos da arquitetura bioclimática, permitindo, por exemplo, que o ar circulasse por todos os cômodos da residência.

O arquiteto decidiu valorizar as aberturas da casa, principalmente com o uso de grandes janelas, para maximizar a entrada da ventilação e iluminação natural em toda a estrutura. Esse cuidado descarta a utilização de sistemas de ar-condicionado e também reduz os gastos com energia.

Os contêineres utilizados receberam paredes de retenção, uma camada protetora e diversas outras modificações foram feitas para que toda a edificação estivesse conectada de alguma forma. A escolha pelo reaproveitamento do contêiner como matéria-prima principal não se deve somente aos baixos custos, mas também à baixa manutenção que o material necessita, bem como sua alta durabilidade.

 Com informações do Plataforma Arquitectura.

Redação CicloVivo

- Publicidade -