Inicio Vida Sustentável Para ter filhos bem-sucedidos, deixe-os brincar ao ar livre

Vida Sustentável

Para ter filhos bem-sucedidos, deixe-os brincar ao ar livre

Passar tempo ao ar livre é algo que não necessita de grandes investimentos e têm grandes resultados.

6 de março de 2017 • Atualizado às 09 : 18
Para ter filhos bem-sucedidos, deixe-os brincar ao ar livre

“As crianças só precisam de tempo, espaço e permissão para serem crianças.” | Foto: iStock by Getty Images

10.05K
0

É normal que os pais se preocupem com o desenvolvimento intelectual de seus filhos. No entanto, a especialista em terapia ocupacional infantil, Angela Hanscom, sugere que, durante a primeira infância, o tempo passado brincando ao ar livre seja mais eficiente do que as inúmeras atividades programadas.

Em artigo publicado no jornal The Washington Post, a norte-americana explica que muitas habilidades sociais e, até mesmo de aprendizado, são desenvolvidas quando as crianças estão em idade pré-escolar e são levadas por toda a vida.

Segundo Angela, passar tempo ao ar-livre, correndo, pulando, pisando na grama e brincando com amigos, deixa a criança menos ansiosa, mais preparada para lidar com diferentes emoções, melhora a concentração e a relação com outras pessoas, principalmente no sentido de compartilhar e respeitar a vez do próximo.

Para chegar a esta conclusão, a terapeuta compartilhou da experiência com sua própria filha. Quando ela ainda estava na pré-escola, a mãe já se preocupava em praticar atividades que ajudassem a desenvolver o aprendizado das letras e números e deixou de lado o tempo para brincadeiras na natureza. Em consequência disso, ao crescer, a filha teve desempenho excelente nas matérias acadêmicas, mas apresentou dificuldades nas habilidades sociais.

Essa é uma tendência atual. A terapeuta compartilhou também o depoimento de professores que lecionaram para diferentes gerações. Enquanto em outras décadas os pais costumavam deixar as crianças livres, hoje o normal é enchê-los de atividades extracurriculares meticulosamente programadas. No entanto, o resultado são crianças que se frustram com mais facilidade e têm dificuldades em se concentrar dentro das salas de aula.

Brincar é um ótimo jeito de aprender, principalmente durante a fase de formação. “É até os sete anos de idade que as crianças precisam desesperadamente de experiências multissensoriais diárias com o intuito de desenvolver corpos e mentes fortes. Isso é feito melhor lá fora, onde onde os sensos são totalmente incentivados e o corpo é desafiado de maneira imprevisível”, escreve a terapeuta.

Angela ainda ressalta que passar tempo ao ar livre é algo que não necessita de grandes investimentos e têm grandes resultados. “As crianças só precisam de tempo, espaço e permissão para serem crianças”, finaliza a terapeuta ocupacional.

Clique aqui para ler o artigo completo.

Por Thaís Teisen – Redação CicloVivo

(10054)

logo
Fechar
Abrir
logo