casa minimalista
Foto: Arquivo Pessoal
- Publicidade -

Tons neutros e tudo milimetricamente planejado, assim é a residência da sueca Ida Johansson que mais parece uma casinha de boneca. A decisão de se mudar para uma mini casa minimalista sobre rodas surgiu após assistir ao documentário “Minimalism: A Documentary About the Important Things” disponível no Netflix. 

Ida passou a desejar uma vida cercada pela natureza. Contratou a empresa norueguesa Norske Mikrohus, especializada em “tiny houses” móveis e ecológicas, e hoje vive na fazenda de um amigo no sul da Noruega, país vizinho à Suécia. E não foi sozinha: levou seu gato, Teo, a tiracolo e tem a flexibilidade de poder se mudar quando quiser. 

- Publicidade -

A casa minimalista possui apenas 22 m2. Para acomodar todos os utensílios, cada ambiente é bem aproveitado. Todos os móveis têm a medida exata para caber em cada espacinho. Um bom exemplo é a escada em que há um armário embutido na extensão de cada degrau. O uso inclui até um módulo para a caixa de areia do gato. Aliás, a própria escada vira banco, quando necessário. O sofá também possui bastante espaço de armazenamento escondido embaixo e nas laterais. Além disso, pode ser estendido para virar uma cama de hóspedes. 

Há dois andares na micro-casa. Na parte de cima fica o quarto, onde há uma cama espaçosa, três pequenas janelas e módulos de armazenamento. Na parte de baixo, há o banheiro, a cozinha e a sala. Na cozinha, os pratos, xícaras e temperos, entre outros utensílios, ficam à mostra. Além de economizar o espaço interno, abaixo da pia, a escolha também ajuda a dar mais personalidade e deixar o lar menos sóbrio. 

As cores dos móveis alternam entre cinza, branco e a própria cor da madeira clara. Mantas, cortinas e tapetes, nos mesmos tons, criam texturas que deixam o ambiente mais aconchegante. São boas dicas para quem quer replicar em qualquer casa o estilo escandinavo. 

Pequenas luzes amarelas em alguns pontos também compõem a decoração, assim como plantinhas espalhadas pela casa dão mais cor e vida aos ambientes.

“Tudo é projetado para funcionalidade e soluções inteligentes. Antes de comprar uma casa minúscula, é bom conversar com profissionais que saibam como otimizar o espaço. Aprendi muito sobre como diminuir o tamanho e ainda fazer com que seja como se estivesse em casa”, afirmou Ida em entrevista ao site Cinderella Eco.

A experiência de Ida e o gato em uma mini casa minimalista é compartilhada em seu perfil no Instagram.

Tour pela mini casa

Leia também: 8 TED Talks que vão te inspirar a ser um minimalista

- Publicidade -