spirulina chrorella
Foto: Pixabay
- Publicidade -

Extremamente nutritivas, a Spirulina e Chlorella podem ser consideradas superalimentos e sua ingestão traz benefícios para a saúde, como apontam alguns estudos científicos. Ambas podem ser incorporadas na dieta, já que existem suplementos em pó ou cápsulas que favorecem a ingestão. Mas, é importante ressaltar, que a suplementação alimentar deve ser sempre acompanhada por um profissional de saúde.

Confira alguns dos benefícios que estas duas “algas” podem trazer!

Spirulina

Também conhecida como alga-azul, a Spirulina é uma cianobactéria de cor verde-azulada presente na alimentação humana há mais de 2 mil anos. Por ser extremamente rica em nutrientes, ela já foi avaliada pela NASA como opção para a alimentação de astronautas em suas temporadas no espaço, que são bastante desgastantes.

- Publicidade -
Foto: Ocean Drop

Com um alto teor de vitamina vitamina B12, assim como a boa quantidade de beta-caroteno, ferro, cálcio e fósforo, um dos benefícios relacionados da Spirulina é ajudar a reduzir de forma significativa os triglicerídeos, um tipo de gordura que, quando elevada no organismo, pode predispor doenças cardiovasculares. Um estudo relatou que, além de reduzir os trigliécides, o sumplemento  também aumentou os níveis de adiponectina, importante para o controle do açúcar no sangue.

Resultados de um outro estudo controlado por placebo sugeriram que a Spirulina pode aumentar a resistência à fadiga física e mental. Com a suplementação diária de Spirulina, foi constatada uma melhora no rendimento de exercícios físicos, após uma semana, e na realização de testes matemáticos, após 8 semanas.

Além do controle de triglicérides e do combate à fadiga, existem algumas evidências relacionando o consumo regular de Spirulina à diminuição do risco de alguns tipos de câncer e alergias.

O uso de de Spirulina, associado a uma dieta com restrição calórica, também foi benéfico para a redução do peso corporal, circunferência da cintura, gordura corporal e Índice de Massa Corporal (IMC) em pacientes obesos.

Chlorella

Foto: Ocean Drop

Esta microalga ficou famosa por ajudar a eliminar radicais livres e ser um importante aliado para um detox do organismo. Uma revisão abrangente sobre a desintoxicação de metais pesados, sugere que a chlorella contribui com a eliminação de substâncias nocivas à saúde.

Um estudo demonstrou que a Chlorella tem capacidade de atuar contra a ação dos radicais livres, relacionados ao envelhecimento precoce das células, predispondo desordens e doenças. Por isso, os pesquisadores recomendaram a inclusão do suplemento para uma dieta saudável.

Além disso, pesquisadores da Universidade de Virgínia, nos EUA, defendem que a suplementação diária com Chlorella pode reduzir a pressão alta, diminuir os níveis de colesterol sérico, acelerar a cicatrização de feridas e melhorar as funções imunológicas.

Contra-indicações e doses

Para avaliar a necessidade diária das doses de suplementação com Spirulina e Chlorella, o recomendado é procurar um profissional de saúde, para uma avaliação individual. Cada pessoa têm características únicas e uma rotina que podem influenciar diretamente nas doses e necessidades de nutrientes.

Segundo a Ocean Drop, empresa de suplementos alimentares que oferece um box com cápsulas dos dois superalimentos, a Spirulina e Chlorella possuem algumas contra indicações.

Por conter fenilalanina, a Spirulina não é indicada para pessoas com fenilcetonúria, uma doença genética que não permite que este aminoácido seja metabolizado. Pacientes em tratamento contra o hipertireoidismo ou doenças autoimunes também não devem consumir a cianobactéria, já que a Spirulina estimula o aumento da atividade imunitária.

Tanto a Spirulina quanto a Chlorella são contraindicadas para mulheres grávidas ou que estão amamentando, para crianças menores de 11 anos e para pessoas alérgicas a frutos do mar devem ter cuidado.

- Publicidade -