Mal começa o ano e as contas já batem na porta. IPTU, IPVA, faturas com os gastos no fim de ano. Janeiro é um dos meses mais complicados financeiramente, em especial, para quem tem uma família para sustentar. Se for o seu caso, confira as dicas a seguir antes de ir às compras dos materiais escolares.

– Sebo pode ser uma boa opção: Antes de ir às livrarias, procure nos sebos os livros literários que constam na lista do seu filho. É uma alternativa sustentável que ajuda a economizar dinheiro e fazer com que o mesmo livro seja lido por mais pessoas. Caso não tenha tenho para procurar nos locais físicos entre no site Estante Virtual reúne mais de mil sebos por todo o país.

– Compre livros didáticos usados: Os livros didáticos não são tão fáceis de encontrar em sebos, então a alternativa é tentar uma parceria com as pessoas que estão na mesma situação que você: precisam comprar os livros, mas não querem gastar muito. Faça amizade com os pais dos outros alunos do colégio em que seu filho estuda e proponha a venda e compra de livros usados. De acordo com a série, todos poderão comprar e vender mais barato e, no fim, todos se beneficiam.

– Feira de troca: Há muitos outros itens necessários, além dos livros. Que tal organizar uma feira dos materiais usados na própria escola? Com autorização da direção você pode organizar uma feirinha com diversos produtos com mochilas e artigos escolares em geral.

– Caderno com sobra de folhas: É comum sobrar folhas brancas no caderno usado, então a dica é destacar essas folhas é fazer um caderno novinho. Coloque uma capa e dê para seu filho fazer anotações, usar como rascunho ou até pode servir para desenhar em casa.

– Opte por materiais ecológicos: Antes de comprar os materiais e procure a opção mais sustentável. Os ecológicos ajudam o meio ambiente e ainda contêm menos química, que é prejudicial às crianças. Dessa forma, quando for comprar réguas e apontadores, por exemplo, prefira os de metais, que são menos poluentes do que os de plástico. Compre lápis fabricado com madeira certificada e, se possível, utilize calculadoras solares.

É importante se atentar aos materiais escolares que o seu filho já possui. Muitos itens que constam na lista você já pode ter comprado no ano anterior e, quase sempre, é possível reutilizá-los. Se perceber que muitos objetos foram estragados ou perdidos oriente seu filho para zelar mais de seus materiais para que no próximo ano eles voltem em boas condições de uso. Com informações do iBahia.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.