A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) declarou que, em 2025, o Rio Tietê estará completamente despoluído. As ações de limpeza fazem parte do Projeto Tietê, que realiza obras de coleta e tratamento de esgoto na região metropolitana.

A promessa foi feita pela presidente da empresa, Dilma Pena, na última sexta-feira (15), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.  "Em 2025 teremos o rio despoluído", afirmou Dilma. A presidente da empresa também disse que o Projeto Tietê vai eliminar o mau cheiro do rio até 2020. "Até o final da década, teremos uma condição próxima de sem odor e grau de despoluição bastante avançado", completou.

O projeto de despoluição do rio recebeu um empréstimo de R$ 1,35 bilhão junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para as ações de limpeza. O investimento vai elevar a coleta e o tratamento de esgoto na capital e em mais 27 cidades da Grande São Paulo, ajudando a despoluir não só o Tietê, mas também outros importantes rios da região metropolitana, como o Pinheiros e o Tamanduateí.

Quando surgiu, o Projeto Tietê foi dividido em quatro etapas e tinha duração prevista de 25 anos. A terceira fase termina em 2015, quando, segundo as expectativas da Sabesp, o índice de águas tratadas no Tietê deve chegar a 84%. 

Ao fim da terceira etapa do programa de limpeza do rio, que teve início em 2011, nove estações de tratamento de esgoto deverão ser concluídas. Ao todo, três estações já em operação deverão ser ampliadas, e cerca de 580 km de tubulações serão instaladas nas redes de esgoto em bairros. Com informações da INFO.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.