O veículo de imprensa independente De Olho nos Ruralistas divulgou a maior pesquisa já feita sobre proprietários multados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) na categoria flora.

Os dados sobre multas são públicos e encontram-se disponíveis no site o Ibama e, graças ao trabalho dos jornalistas, todas as informações foram reunidas em uma plataforma que identifica, por ano e por cidade, quem são os maiores autuados por desmatamento no Brasil.

A pesquisa envolveu as multas dos últimos 25 anos e uma base de 284.235 casos. Neste universo, 487 pessoas físicas e jurídicas somaram, entre 01 de janeiro de 1995 e 31 de outubro de 2019, mais de R$ 10 milhões em multas por desmatamento. Multas que somam mais que R$ 5 milhões reúnem 466 pessoas físicas ou jurídicas. Outras multas identificadas no mapa são as que ultrapassam R$ 1 milhão.  

As informações estão acessíveis em um mapa interativo que traz as multas acima de R$ 10 milhões em vermelho, as multas acima de R$ 5 milhões em amarelo e as multas acima de R$ 1 milhão em verde.

Mapa já pode ser consultado

O Mapa das Multas por Desmatamento, elaborado pelo observatório já está disponível para consultas. O critério para inclusão foi a soma de multas do mesmo proprietário, pessoa física ou jurídica, ultrapassar R$ 1 milhão.

A base da pesquisa são casos disponíveis na Consulta de Autuações Ambientais e Embargos do próprio Ibama. O período escolhido para a apuração, de 1995 a 2019, levou em conta o Plano Real, o que garante qie todas as autuações estão na mesma moeda, apesar dos valores apontados no mapa não incluírem a correção monetária.

Os jornalistas responsáveis pelo mapeamento explicam que alguns nomes, principalmente os mais recentes, são retirados da plataforma do Ibama, o que alterou algumas vezes o ranking. É importante ressaltar ainda que  a presença de pessoas físicas ou jurídicas no Mapa das Multas por Desmatamento não significa obrigatoriamente uma condenação judicial dos proprietários e que nem todos os autuados concordam com as punições.

Um dos objetivos do observatório é transformar o mapa em uma plataforma perene, como fonte de consultas para jornalistas e pesquisadores.

Para conferir a reportagem completa sobre o Mapa das Multas por Desmatamento, clique aqui.