- Publicidade -

ONGs ambientais espalhadas pelo país se uniram para saber o que a população brasileira acha das alterações no Código Florestal. A pesquisa, realizada pelo Instituto Datafolha mostrou que 80% dos brasileiros entrevistados é contra as mudanças sugeridas pelo deputado Aldo Rebelo (PCdoB).

O grupo que solicitou a pesquisa é formado por cinco ONGs já conhecidas no Brasil e com forte atuação ambiental: Amigos da Terra, Imazon, Imaflora, Instituto Socioambienta, SOS Mata Atlântica e WWF-Brasil. Juntas as organizações buscam impedir a aprovação do Código Florestal no Senado e também pela presidente Dilma Rousseff, que terá a decisão final sobre a mudança.

Para realizar a análise, o Datafolha entrevistou 1.268 pessoas, com mais de 16 anos, em todas as regiões do Brasil, com maior frequência na região sudeste, que também é a mais populosa do país. Quando os entrevistados foram questionados sobre o conteúdo do Código Florestal, 62% deles disseram ter “tomado conhecimento” da votação, quando ela foi realizada entre os deputados e 41% disseram estar informados, mesmo que parcialmente, sobre o assunto.

- Publicidade -

Diversos pontos alterados na proposta do novo Código Florestal entraram na lista de questionamentos feita aos entrevistados. A anistia oferecida aos desmatadores e a não obrigatoriedade de recomposição de áreas desmatadas, por exemplo, foram rejeitadas por 77% dos entrevistados.

A priorização da preservação das florestas e rios foi escolhida por 85% das pessoas, que colocaram as questões ambientais a frente da produção agrícola ou pecuária. Com informações da Folha.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -