O parque mexicano Xcaret, localizado em Cancun, entrou pela segunda vez no Guinness. Em 2009 a instituição bateu o recorde de produção de araras e o feito foi repetido em 2012. Durante todo o ano, o parque registrou o nascimento de 132 araras vermelhas.

Em declaração à imprensa local, o presidente do Xcaret, Miguel Quintana, explicou que essa é a concretização de um sonho que se iniciou há 25 anos de retirar as araras vermelhas da lista dos animais ameaçados de extinção.

Durante seu discurso, Quintana lembrou que o trabalho foi iniciado com apenas um casal de araras e que a meta era chegar ao número cem. Em 1994 nasceram as primeiras seis aves e cinco anos depois, com uma técnica mais aperfeiçoada, nasceram 20 araras em um ano.

O trabalho tem sido tão bem sucedido, que a proposta é aprimorar a reprodução, mas não manter os animais em cativeiro. A pequena quantidade de araras vermelhas no México e América Central – menor que 400 exemplares, incentivou o trabalho de procriação para a espécie que a espécie volte ao seu habitat natural.

As aves começaram a ser devolvidas à natureza na última semana, com a introdução de 20 exemplares na selva de Palenque. Em três meses os responsáveis pelo trabalho pretendem  ter mais 28 no programa de introdução.

A quantidade de aves alcançada pelo projeto permitiu que os mexicanos passassem a sonhar mais alto. O objetivo para o próximo ano é conseguir gerar 500 novas araras. Com informações do La Crónica.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.