O vazamento de petróleo ocorrido no porto de Dalian, no nordeste da China, há 14 dias entrou para a lista dos piores acidentes ambientais da história no país. Mas, segundo o Greenpeace, o vazamento pode ter sido 60 vezes pior.

De acordo com a entidade, de 60 mil a 90 mil toneladas de petróleo foram derramadas no Mar Amarelo, diferentemente das 1.500 toneladas que o governo local havia divulgado.

Segundo Richard Steiner, especialista em conservação marinha da Universidade do Alasca e assessor do Greenpeace, o vazamento entra pra lista dos “30 piores vazamentos (de petróleo) da história”. Steiner ainda afirma, que se as estimativas estiverem corretas, o acidente foi pior que o de “Exxon Valdez”, em 1989, na costa do Alasca – que derrubou mais de 41 milhões de litro de petróleo na água.

Com informações da Folha.com

+ China sofre com derramamento de petróleo

+ China contém vazamento de petróleo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.