- Publicidade -

As organizações ambientais e de proteção animal estão bastante preocupadas com o crescimento da matança de baleias-piloto nas Ilhas Faroe, na Dinamarca. Somente nesse ano, já foram mortas 1.115 baleias desta espécie, enquanto a média anual nos últimos 10 anos tem sido de 627. É o maior registro de matança desde 1996.

Apesar de o governo dinamarquês afirmar que não, imagens de TV feitas nas Ilhas Faroe mostram claramente que os métodos brutais utilizados na caça às baleias continuam os mesmos, provavelmente causando sofrimento a esses animais. As autoridades locais não deram explicações para o fato de tantas baleias terem sido mortas este ano.

Nas duas últimas décadas, inúmeras pesquisas realizadas pela equipe do Departamento de Saúde Pública e Ocupacional da Ilhas Faroe comprovaram os riscos corridos pela população local ao ingerir os contaminantes contidos na carne e na gordura de baleia, como o mercúrio. Em agosto de 2008, o Dr. Pál Weihe, chefe do departamento, e o médico chefe das Ilhas Faroe, Dr. Høgni Debes Joensen, publicaram um comunicado recomendando que a baleia-piloto não seja destinada ao consumo humano por representar séria ameaça.

- Publicidade -

A diretora da Agência de Investigação Ambiental (EIA), Jennifer Lonsdale, afirmou que "a caça às baleias-piloto em 2010 já produziu 550 toneladas de carne e de gordura para 49 mil habitantes locais – o equivalente a 11 kg para cada indivíduo, incluindo os bebês – quase 1kg por mês por pessoa". Segundo Londsale, isso significa cerca de cinco vezes mais que o consumo seguro recomendado em 1998, além de demonstrar uma total ignorância dos avisos recentes contra o consumo de carne de baleias-piloto.

Há alguns anos a WSPA trabalha para suspender toda forma de caça científica e comercial de baleias. Coordena também a rede Whalewatch, um grupo de ONGs que atua contra a caça desses animais com base no seu bem-estar. Acesse mais informações sobre a Campaign Whale, também membro da Whalewatch, no site.

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -