- Publicidade -

 

O Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) divulgou na última quarta-feira (3) os números do desmatamento referentes ao mês de setembro. Conforme consta no Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) a derrubada na Amazônia foi 21% menor do que no mesmo período de 2009.

Os índices de agosto já haviam demonstrado queda no desmatamento deste ano, em relação ao ano passado, atingindo redução de 23%. Os estados brasileiros que mais desmataram em setembro foram: Mato Grosso, com 81 km2 de floresta derrubada, Pará, em segundo lugar, com 31 km2 desmatados, Rondônia com 23 km2, Amazonas e Acre, com 19 e 12 km2, respectivamente.

- Publicidade -

Outros estados normalmente presentes na lista, Roraima e Tocantins, tiveram apenas dois quilômetros quadrados de novas áreas desmatadas, conforme informações coletadas pelos satélites do Imazon.

O sistema não analisa somente as áreas desmatadas, mas também registra a degradação ambiental e as florestas intensamente exploradas por madeireiras e queimadas. Diante dessas especificações, a área degradada em setembro de 2010 147% superior a de 2009.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) é quem fornece os resultados oficiais sobre o monitoramento do desmatamento na Amazônia, que devem ser divulgados, ainda neste mês. A expectativa do governo é de que os números de setembro deste ano sejam os menores das duas últimas décadas.

Com informações do Estadão

- Publicidade -