A rã-de-olho-vermelho é um pequeno anfíbio catalogado na Lista Vermelha como uma das espécies animais ameaçadas de extinção. Suas belas cores fazem com que ela se assemelhe a uma pintura viva, normalmente encontrada América central.

De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, da sigla em inglês), ainda existe uma grande população de Agalychnis callidryas, por isso o animal está classificado com em risco leve de extinção. No entanto, a perda do habitat e a destruição das florestas tendem a dizimar a espécie. Outro problema é que esta é uma presa fácil para o tráfico de animais.

Mesmo que popularmente ele seja conhecido como rã-de-olho-vermelho, este anfíbio é cientificamente considerado uma perereca, devido aos seus hábitos e características morfológicas. Segundo a IUCN, eles são bastante encontrados no México, Honduras, Caribe e Panamá.

A Agalychnis callidryas costuma viver em áreas de planície tropical e florestas montanhosas, onde existe a cobertura contínua de árvores. Além disso, a presença constante de lagoas temporárias ou permanentes é essencial para a sua reprodução. Para que esta perereca sobreviva o caminho é simples: basta haver uma árvore perto de uma lagoa. Com informações da IUCN.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.