- Publicidade -

Nos próximos 90 anos a temperatura da Terra pode subir 3,5ºC. Este é o resultado das pesquisas realizadas por Sivan Kartha, do Instituto de Meio Ambiente de Estocolmo, e também pelo Climate Action Tracker, baseado em acordos firmados no COP15.

A população mundial já tem sentido as mudanças no clima. O primeiro semestre de 2010 foi o mais quente, desde que começaram a ser medidas as temperaturas, ainda no século 19. Reverter esse quadro de aquecimento não será tarefa simples.

A pesquisa realizada por Kartha mostra que os esforços mundiais de redução das emissões de gases de efeito estufa não serão suficientes para conter o aquecimento do planeta. O limite de segurança no aumento das temperaturas é de apenas 2ºC, praticamente metade do que é previsto pelo cientista.

- Publicidade -

Outro dado alarmante, que comprova o risco para os próximos anos, foi a divulgação do relatório anual sobre o Clima, feito pela Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos. O documento revelou, que sete, dos dez indicadores analisados, estão aumentando a cada dia. Entre os itens considerados para a elaboração do relatório estão, por exemplo, a temperatura e o nível do mar, que demonstraram aumento. O órgão americano declarou que essas são evidências concretas de que o mundo está realmente aquecendo.

Os efeitos do aumento na temperatura podem ser muito drásticos, causando maior ocorrência de desastres naturais e refugiados climáticos. Além disso, a mudança na temperatura prejudica a produção agrícola e a disponibilidade de água, e causa elevação no nível do mar.

Com informações do Portal Exame

- Publicidade -