- Publicidade -

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) divulgou o Boletim Transparência Florestal, que mostra o desmatamento da Amazônia Legal no mês de março de 2011. O relatório mostrou queda de 39% no desmatamento, em relação ao mesmo período de 2010.

Os dados do relatório foram obtidos através do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), que monitora as áreas protegidas da floresta Amazônica. No entanto, os números podem não condizer totalmente com a realidade, pois as nuvens encobriram boa parte das regiões analisadas, impedindo assim o controle total.

Mesmo assim, de tudo o que foi registrado, dois estados tiveram números altos de áreas devastadas. Rondônia foi responsável por 69% do desmatamento registrado em março, enquanto o Mato Grosso ficou com a parcela de 23%. O restante se dividiu entre Acre (4%), Pará (2%) e Roraima (2%).

- Publicidade -

Segundo dados do SAD, somente com o desmatamento registrado um milhão de toneladas de CO2 que estavam armazenadas ficaram comprometidas. Entre agosto de 2010 e março deste ano a estimativa é de que 60 milhões de toneladas de CO2 tenham sido comprometidas.

Outro fator preocupante são os dados de áreas que sofreram degradação, ou seja, foram parcialmente cortadas ou sofreram queimadas. Esse tipo de manejo inadequado da floresta está sob alerta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Clique aqui para ter acesso completo ao Boletim Transparência Florestal de março.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -