energia solar
Foto: iStock
- Publicidade -

O governo do Rio de Janeiro vai disponibilizar R$ 80 milhões para apoiar os projetos de energia solar e alavancar investimentos do setor. A ideia é inserir o estado na rota da geração de energia limpa. 

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), os recursos governamentais ficarão em um fundo que está sendo estruturado pela AgeRio. Além de beneficiar produtores rurais, escolas, hospitais e casas populares, o montante poderá ser utilizado no programa de revitalização dos condomínios industriais que será lançado em breve pelo governo.

A iniciativa foi acertada em reunião da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais com representantes da ABSOLAR, das concessionárias Light, Enel e Energisa, da Codin e AgeRio, além de empresários do setor.

- Publicidade -

Acordo

Os novos recursos anunciados pelo governo do Rio de Janeiro são parte das iniciativas previstas no acordo de cooperação assinado no primeiro trimestre deste ano com a ABSOLAR. 

O acordo visa atrair novos investimentos para o território fluminense, gerar mais empregos e renda para a população e estimular o desenvolvimento de novas oportunidades de negócios para empreendedores, além de ampliar o acesso da energia solar a consumidores residenciais, setores produtivos, agronegócio e setor público.

energia solar
Foto: PVH

Dentre as prioridades de trabalho, destacam-se identificar empreendedores do setor solar interessados em investir no estado, compartilhar informações sobre o mercado solar fluminense, avaliar tendências de negócios, aprimorar o ambiente regulatório e legal, reforçar o relacionamento entre o estado e o setor solar e cooperar em eventos e ações conjuntas, dentro e fora do Brasil.

“Estimular a geração de energia solar faz parte do nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável do Estado do Rio, que tem vocação para se tornar referência na transição energética do país para uma matriz mais diversificada e limpa. Além dos benefícios ambientais, a energia solar é barata e gera economia, empregos e renda para a população”, afirma o governador Cláudio Castro.

energia solar residencial
Foto: Win

Segundo o presidente executivo da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, o acordo também prevê uma maior inserção da fonte solar na região, no sentido de diversificar a matriz elétrica estadual e assegurar o abastecimento energético para a população. “Na prática, pretendemos intensificar e aprimorar a elaboração de projetos e programas públicos para o desenvolvimento da fonte solar. Assim, este acordo com o governo fluminense amplia a colaboração em prol do desenvolvimento social, econômico e ambiental da região”, reforça.

“Desde 2012, a geração própria de energia solar já proporcionou ao Rio de Janeiro a atração de aproximadamente R$ 1,9 bilhão em investimentos, geração de mais de 10,2 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 451,0 milhões aos cofres públicos”, acrescenta Sauaia.

Energia solar no Rio

Segundo dados da entidade, o estado do Rio de Janeiro possui atualmente 342,8 megawatts (MW) em operação de energia solar nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos. 

A região possui 41.389 conexões operacionais, espalhadas pelos 92 municípios do estado. Atualmente, são 48.930 consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e confiabilidade elétrica.

energia solar domestica
Foto: iStock

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cássio Coelho, colocar o estado na rota da energia limpa e da transição energética é da maior importância para a atração de novos investimentos.

“Estamos fazendo um esforço grande para atrair novos investimentos em energias renováveis, e a energia solar é fundamental para isso. Estamos com uma demanda crescente de empresas e empreendimentos vindo para o Rio de Janeiro e que podem ser beneficiados com a redução de custos que a energia solar oferece”, diz o secretário.

- Publicidade -