Complexo esportivo em Uberlândia será abastecido com energia solar
Foto: Valter de Paula/SECOM
- Publicidade -

A prefeitura de Uberlândia inaugurou um importante investimento para a cidade que, além de atuar como uma fonte sustentável de energia, trará importante economia aos cofres públicos da cidade. Trata-se da usina fotovoltaica localizada no Parque do Sabiá. 

Com 628 placas, a estrutura está localizada ao lado do Parque Aquático Deputado João Bittar Júnior e fornecerá energia a todo o complexo, incluindo o parque de lazer, o estádio e a Arena Sabiazinho, se tornando um dos primeiros complexos esportivos do Brasil a ser completamente abastecido com energia solar.

Complexo esportivo em Uberlândia será abastecido com energia solar
Foto: Valter de Paula/SECOM

“Com a evolução tecnológica é importante acompanharmos as tendências e utilizar o que há melhor para o nosso povo, prezando eficiência e qualidade. É um sistema que, além de ser sustentável, terá a capacidade de deixar a conta de energia do todo o complexo mais barata. Até no máximo em três anos de geração de energia da usina, o investimento de 894 mil reais já estará pago e, posteriormente, serão aproximadamente 300 mil reais economizados por ano”, disse o prefeito Odelmo Leão. 

- Publicidade -

As mais de 600 placas de 395 watts serão responsáveis pela geração de 248 kilowatts de potência, refletindo em uma média anual de 390 megawatts de energia gerada. Estas unidades poderiam abastecer, em média, 361 casas durante um ano. 

Cities Race to Zero

O processo de adesão de Uberlândia à campanha internacional “Cities Race to Zero” foi anunciado durante a inauguração. A campanha ligada à COP26 da ONU é um esforço global que une cidades, regiões, empresas e investidores comprometidos com o objetivo de manter o aquecimento global abaixo dos 1,5 ºC, previsto pelo Acordo de Paris. Com a ação, o propósito é que até 2050 se alcance níveis de emissões neutras de carbono assumindo compromissos de executar ações climáticas inclusivas.

As informações são da Prefeitura de Uberlândia.

Veja também: Brasil terá primeira fábrica flutuante movida a energia solar do mundo

- Publicidade -