O Uruguai pretende se tornar uma das grandes referências mundiais em produção de energia limpa. Para isso, o país sul-americano centralizará os esforços no potencial eólico com objetivos bem altos para serem alcançados em um prazo curto de tempo.

O anúncio das novas metas foi feito pelo presidente uruguaio, José Pepe Mujica, que informou a intenção de alcançar 90% de toda a energia consumida no país proveniente de fontes renováveis até 2015. De acordo com a proposta, a hidroeletricidade seria responsável pela maior parcela de produção, com 45%, enquanto o restante se dividiria entre eólica (30%) e biomassa (15%).

A ambição uruguaia colocaria o país à frente da Dinamarca, como o maior produtor eólico em relação ao consumo nacional. O país europeu tem 26% de toda a sua demanda energética proveniente da força dos ventos.

No entanto, o Uruguai ainda tem um longo caminho a percorrer. Atualmente, a produção eólica gera apenas 50MW. Para alcançar o 1GW esperado, o país precisará investir US$ 7 bilhões em infraestrutura. O governo já começou a negociar e 20 novas fazendas eólicas privadas estão em construção.

O novo cenário deverá ajudar o país a reduzir a dependência atual das hidrelétricas, que constantemente trabalham com a capacidade reduzida devido às baixas nos reservatórios. Com informações do Opera Mundi.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.