O Rio de Janeiro é a cidade brasileira com os piores níveis de congestionamento. A informação conta no ranking anual produzido pela TomTom, empresa internacional especializada em navegação. Para elaborar o material a companhia analisou mais de 200 cidades em todo o mundo.

Quando analisado o percentual de congestionamento, a capital fluminense ficou com a terceira posição mundial. Istambul, na Turquia, ocupa a primeira colocação, com 58%, e a Cidade do México vem na sequência, com 55%.

De acordo com o informativo, os cariocas perdem, anualmente, 99 horas extras parados no trânsito, considerando os atrasos diários em deslocamentos que levariam, em média, 30 minutos. Em Istambul são 125 horas e na cidade do México, 110 horas.

No entanto, o Rio de Janeiro não é a única cidade brasileira com problemas no trânsito. Salvador aparece na quinta colocação, com a população perdendo mais 93 horas de suas vidas em congestionamentos. Recife vem na sequência, com nível de trânsito em 45%.

A cidade de São Paulo, mesmo com o trânsito caótico, ocupa a 36ª colocação, com os cidadãos perdendo 77 horas extras no trânsito. Curitiba, mesmo sendo uma capital em constante crescimento, ainda tem números melhores. Na 118ª posição, os curitibanos perdem 60 horas do ano parados em engarrafamentos.

Clique aqui para ter acesso completo à pesquisa.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.