Com cerca de 200 mil habitantes, a cidade de Itajaí vem sendo um exemplo no investimento em sustentabilidade, em especial em energia renovável. Além dos projetos ambientais desenvolvidos em seu porto e na rede escolar, o município aposta em paradas de ônibus ecológicas.

Fabricado com “madeira plástica”, a estrutura é composta por garrafas PET, sacolas, resquícios de material de informática e 20% de casca de arroz. Além do material totalmente reciclado, os pontos têm lâmpadas de LED com sensor, que são abastecidas por energia solar.

Por meio desse sistema, a iluminação tem autonomia para quatro dias sem sol. A implantação integra um programa de reurbanização do município, que inclui a construção de ciclovias e de calçadas adaptadas.


Foto: Itajaí/Divulgação

Atualmente, a cidade já possui 22 pontos de ônibus ecológicos. Além disso, a cidade acaba de inaugurar uma usina solar fotovoltaica. Instalada no prédio público Centreventos, serão produzidos sete mil kWh por mês, gerando uma economia de mais de quatro mil reais mensais.

Os 224 painéis fotovoltaicos, com 250 watts cada um, serão capazes de fornecer um terço do consumo mensal do espaço de eventos. “Esse será o primeiro prédio público a ser abastecido com energia ‘limpa’. Quando a usina produzir energia que não for consumida no Centreventos irá para a rede da Celesc como carga suplementar, e retornará em desconto no consumo de energia do mês seguinte”, explica o secretário de Obras, Tarcízio Zanelato.

Também está previsto nos planos da prefeitura instalar placas solares no Morro da Cruz, o ponto mais alto de Itajaí. O projeto está previsto para 2016 e promete atender 100% da iluminação pública da região.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.