O projeto “Embalagens sustentáveis de banana verde”, desenvolvido por cinco alunos de 1º ano do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) da Floresta e Chocolate Milton Santos, em Arataca, no Sul da Bahia, encontrou outro uso para bananas, fruta abundante na região. Os alunos descobriram que depois de cozinhar e triturar a banana prata ainda verde, e colocar a mistura para secar ao sol, o resultado é uma película biodegradável que pode ser moldada em diversos tipos de embalagens e recipientes.

“A ideia de produzir embalagens de banana verde surgiu em uma aula de biologia onde estávamos discutindo sobre administrar os impactos ambientais, então tivemos a ideia de produzir da biomassa da banana algumas embalagens”, conta um dos alunos do curso técnico em Meio Ambiente, participante do projeto.

Desenvolvido em sala com orientação do professor Robson Almeida, o projeto alcançou um resultado muito satisfatório no qual é possível produzir embalagens biodegradáveis para diversos fins. É possível moldar a película da biomassa para originar potes para produtos locais, copos, casca para sorvete e até canudos comestíveis.

A biomassa da banana desidratada tem certa semelhança física com o plástico e técnica, mas tem muito mais diferenças. Uma das mais importantes diferenças é o tempo que o material demora para se decompor: de 15 a 20 dias na natureza, quando em contato com umidade e microrganismos.

Para o professor Robson, o projeto é de extrema importância para a região, já que é desenvolvido com matéria prima cultivada ali. “Nosso projeto tem o propósito de solucionar dois problemas socioambientais de uma vez, que é agregar valor à banana virgem produzida na região e reduzir o uso e descarte do plástico convencional produzido a partir do petróleo”, explica ele.

Reconhecimento

O projeto dos alunos do CEEP Milton Santos foi um dos cinco vencedores regionais do prêmio nacional Respostas Para o Amanhã. Com o reconhecimento pelo prêmio, o orientador e os alunos esperam que seu projeto e tantos outros que visam diminuir o impacto do plástico no meio ambiente se espalhem e estimulem o consumo consciente.

Leia também: Estudante cria canudo biodegradável no laboratório da escola em Campinas