Dubai não quer ser famosa apenas por seus grandes prédios e tecnologia. A maior cidade dos Emirados Árabes anunciou que produzirá a energia solar mais barata do mundo. Para alcançar este objetivo, a cidade deverá contar com uma usina capaz de gerar 200 megawatts.

O projeto inicial era de uma fazenda eólica com metade da capacidade. No entanto, nesta semana Saeed Mohammed Al Tayer, diretor executivo da Companhia de Água e Eletricidade de Dubai (DEWA), foi a público anunciando a mudança de planos por um projeto maior. A obra está orçada em US$ 330 milhões e deve ser concluída em abril de 2017.

Conforme informado pela Bloomberg, toda a eletricidade produzida no complexo será destinada às redes de distribuição. Os contribuintes pagarão 5,85 centavos de dólar por quilowatt/hora. Segundo Paddy Padmanathan, CEO da ACWA, empresa responsável pelo empreendimento, esta será a energia solar mais barata comercializada em todo o mundo.

Os planos de Dubai para energia fotovoltaica são ainda maiores. A cidade planeja ter mil megawatts de capacidade em energia solar até 2030. Este montante seria o suficiente para atender a 5% da demanda estimada para o período. A proposta tende a reduzir a dependência árabe de combustíveis fósseis, principalmente de gás natural e petróleo, muito usado em todo o país.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.