negacionismo climático

O Fakebook.eco iniciativa do Observatório do Clima de combate à desinformação ambiental lançou, na última segunda-feira (14), a série de vídeos “As mentiras que os negacionistas contam”. Trata-se de uma parceria com o climatologista Alexandre Costa, da Universidade Estadual do Ceará, responsável pelo canal O que você faria se soubesse o que eu sei?

No projeto, alguns dos mitos mais frequentes relacionados ao aquecimento global são desmentidos de forma didática e com embasamento científico.

O primeiro episódio aborda a Amazônia. Costa desmonta falácias como a de que “As queimadas na Amazônia são naturais”, recorrente no repertório do presidente Jair Bolsonaro, de ministros e do vice-presidente Hamilton Mourão.

“A Amazônia não é o pulmão do mundo, por isso ela não tem importância sobre o clima global”, “Se derrubar a floresta, depois ela volta ao normal” e “A Amazônia existe porque chove” são outros mitos comentados neste primeiro episódio.

Apresentador e roteirista dos vídeos, Costa criou em 2012 o blog O que você faria se soubesse o que eu sei? e há três anos mantém seu canal no Youtube para divulgação científica. Desde 2019, blog e canal integram um projeto de extensão da Universidade Estadual do Ceará.

“Em 2020 fomos forçados a mudar o planejamento. Produzimos uma série especial sobre a pandemia, discutindo os paralelos com o aquecimento global, e agora temos a parceria com o Fakebook.eco”, diz o cientista.

Os próximos episódios da série vão abordar, em janeiro e fevereiro, mitos como “Os modelos climáticos não funcionam” e “O aquecimento global é um exagero dos ‘cientistas do IPCC'”.

Os vídeos são produzidos pela Imaginária, com montagem de Fred Mauro, direção de arte e ilustrações de Júlia Lima e direção geral de Gisela Moreau. Acesse o primeiro episódio:

A plataforma Fakebook.eco está no Instagram, no Twitter e neste site.