group of penguins with a blue iceberg bay

A pesquisadora britânica Jane Francis, da Universidade de Leeds, divulgou um estudo afirmando que a Antártida já foi um paraíso tropical. Segundo ela, o clima foi modificado a partir de ações geológicas que duraram milhares de anos.

A cientista acredita que o “continente gelado”, como é conhecida a Antártida, já abrigou dinossauros e era coberto por bosques e desertos. A explicação para isto é bastante parecida com a realidade atual. As enormes quantidades de CO2 existentes na atmosfera em outras eras geológicas aqueceram o planeta e derreteram as camadas de gelo.

Estudos mostram que os níveis de carbono na atmosfera já foram de mil partes por milhão (PPM), há 50 milhões de anos. Hoje são 390 ppm. Mesmo com a grande diferença, os números atuais não são positivos, já que antes da era industrial eram registrados 290 ppm e os níveis aumentam rapidamente a cada ano, resultando também no aquecimento do planeta.

A preocupação dos especialistas deve-se ao fato de que em outras eras o CO2 e o aquecimento foram causados por elementos naturais, como vulcões, e levou milhares de anos, permitindo que as espécies se adaptassem às condições e sobrevivessem. “Mas, o problema com a mudança climática atual, que está sendo provocada principalmente por fatores humanos, é que está ocorrendo muito depressa, em comparação a como poderia ocorrer em um período geológico normal, por isso não vamos ter muitas oportunidades para nos adaptar”, informou Jane à BBC.

O alerta serve para reforçar a importância da redução nas emissões dos gases de efeito estufa, para que seja possível controlar o mais rápido possível o aquecimento global e o perigo que ele causa às espécies atuais, inclusive os seres humanos.

Com informações da Folha.