teto verde colégio
Foto: Divulgação | Colégio Renascença
- Publicidade -

A volta às aulas presenciais era um momento muito esperado e, para os alunos do Colégio Renascença, Em São Paulo, este momento ganhou um toque verde especial. No retorno ao colégio, estudantes e professores estão realizando aulas ao ar livre no teto da sede do colégio. Um espaço verde de 4 mil metros quadrados.

No teto verde, os alunos estão aprendendo como é realizado o cultivo orgânico de hortaliças, atividade que inclui a compostagem dos resíduos orgânicos gerados no almoço e no lanche. O composto orgânico e o bio-fertilizante líquido produzido nas composteiras são aproveitados na horta.

Com a compostagem, são abordados temas relacionados aos ciclos orgânicos e às mudanças climáticas, já que o processo ajuda a diminuir a emissão dos gases de efeito estufa, como o metano gerado pela decomposição de resíduos orgânicos em aterros, por exemplo.

- Publicidade -
teto verde colégio
Foto: Divulgação | Colégio Renascença

Compostagem

Com cinco minhocários, os estudantes têm aprendido sobre a atuação das minhocas, abrindo caminhos para uma legião de microrganismos, promovendo a ciclagem da matéria orgânica. As protagonistas do processo contribuem na trituração, aeração e drenagem dos resíduos orgânicos.

A produção do biofertilizante chega a 5 litros por semana e o que não é aproveitado na horta é doado para a comunidade escolar, incentivando o cultivo de hortas domésticas orgânicas.

live compostagem
Foto: PIxabay

Outras técnicas de compostagem, como o método Takakura, que usa um inoculante, ou uma “sopa de microorganismos”, para transformar os resíduos em composto, também são ensinadas. Ao invés de usar o húmus da minhoca esses fermentos diferentes agem de forma específica nas estruturas presentes nos resíduos, promovendo aceleração do processo.

Teto Verde

teto verde colégio
Foto: Divulgação | Colégio Renascença

Os espaços ao ar livre e o contato cm a natureza ganharam ainda mais importância durante o período de pandemia e são aproveitados para a aprendizagem ativa. O Teto Verde é um grande exemplo e ocupa o 3° andar da instituição.

O espaço segue os princípios da permacultura urbana e tem diferentes setores: plantas medicinais, plantas bioindicadoras de poluição, plantas para extração de biocombustíveis, PANCs e outras hortaliças.

Além da horta, os estudantes usam um laboratório para estudos dos solos e seus impactos, extração de biocombustíveis e óleos essenciais e estudo e construção de protótipos para exploração de energias renováveis.

Durante o isolamento social, nem todos os estudantes puderam estabelecer um contato mais próximo com a natureza. Assim, o colégio está incentivando o contato mais intenso com as área desde a Educação Infantil.

- Publicidade -