- Publicidade -
horta Guarujá
Foto: Prefeitura de Guarujá

Quem chega ao Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Guarujá, no litoral de São Paulo, é surpreendido com as cores e a beleza das hortaliças e verduras da Horta Orgânica Solidária. Cultivados sem nenhum tipo de conservante ou agrotóxico, os alimentos vão direto para a mesa de centenas de famílias carentes.

- Publicidade -

Os beneficiários compõem o cadastro oficial de extrema vulnerabilidade em segurança alimentar da cidade. Tais pessoas são encaminhadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para o Fundo Social. Além de receber cestas básicas, elas levam também verduras e hortaliças orgânicas, de acordo com a colheita da horta.

Além de contribuir com a alimentação de famílias de baixa renda, a horta tem como objetivo incentivar a educação ambiental e a alimentação saudável. 

horta Guarujá
Educação ambiental: Alunos de escola aprendem sobre plantio e compostagem. | Foto: Prefeitura de Guarujá

Horta Orgânica Solidária

A horta, montada na sede do FSS, conta com mais de 60 canteiros das mais variadas espécies. No local, são aplicadas apenas técnicas naturais como a adubação orgânica oriunda de composteiras e minhocários.

São cultivadas alface, beterraba, repolho, rúcula, acelga, espinafre, escarola, brócolis, almeirão, salsa, cebolinha e coentro. O tempo de colheita varia de acordo com cada espécie, cerca de 20 a 30 dias.

- Publicidade -

Diariamente, os canteiros são regados e limpos. A equipe observa se as verduras estão crescendo, se necessitam de sol ou mesmo de cobertura para que se desenvolvam. A cada nova colheita, os canteiros são readubados para receber mudas e sementes.

“O solo brasileiro é rico, tudo o que se planta dá. Lembro que, antigamente, nossos avós e pais cultivavam no quintal de casa. As novas gerações precisam aprender a dar valor ao meio ambiente e à alimentação saudável”, afirmou um dos responsáveis pelo projeto, Ailton Jesus da Silva, mais conhecido como Chef Brown e professor do Fundo Social.

Chef Brown enfatiza a alegria de ver que, em muitas escolas municipais e creches, existem hortas orgânicas, despertando desde cedo nas crianças, o prazer pelo cultivo da terra.

- Publicidade -

“É mais que um trabalho, é uma terapia. Como é gratificante ver a satisfação das famílias quando recebem um maço de salsa, alface e outras verduras. Não tem preço”, comentou Brown.

Com informações de Prefeitura de Guarujá

LEIA MAIS: