Aprenda a plantar coentro

O coentro pode ser aproveitado das folhas de gosto marcante às sementes apimentadas



coentro
Foto: Pixabay

Ame-o ou odeie-o! É a frase que melhor caracteriza este tempero que pode até de relance lembrar a salsinha com suas folhas parecendo saiotes, mas com um gosto muito particular que movimenta muitos fãs por ai, assim como não adeptos.

Sim, estou falando do Coentro (Coriandrum sativum) uma erva que já era utilizada na Grécia antiga, mas para embalsamar corpos e para alívios estomacais, já hoje é muito utilizada nas diversas culinárias ao redor do mundo, e aqui no Brasil se faz presente, principalmente, na culinária baiana.  

Suas folhas acrescentam um toque de frescor aos pratos, mas não só elas são comestíveis, suas sementes possuem um sabor adocicado, picante e também intenso, utilizadas para preparos em pães e biscoitos, ou até em licores e cervejas. 

Clima, Luminosidade, irrigação e solo

Originário da região do Mediterrâneo, na Europa, o Coentro está acostumado ao clima mais ameno: não tolera muito o frio e o vento e adora estar ao sol. Portanto, opte por plantá-lo e locais de sol pleno,  onde ele possa ter no mínimo 4 horas de sol direto em suas folhas. Em alguns casos, o coentro vai bem em meia sombra, com umas 2 a 3 horas de sol fraco, mas seu desenvolvimento não será o mesmo de quando às condições adequadas de luminosidade.

Para um bom desenvolvimento, invista em um solo ou substrato fértil, adubado mensalmente com humus de minhoca, ou outros adubos orgânicos, e não deixe-o secar completamente, regando com periodicidade.

O coentro sobrevive a curtos períodos de estiagem, mas não de encharcamento, então quando sua planta estiver murcha, antes de regar achando que está com sede, certifique-se que não é por excesso de água. 

Plantio e tratos

Além de plantados em canteiros, o coentro se desenvolve muito bem em vasos ou jardineiras. Escolha vasos de  pelo menos 15 cm de diâmetro, 20 cm de profundidade e com furos, e não se esqueça, a montagem é igual como para todas as outras ervas e temperos; camada drenante, manta drenante, ou outro elemento que faça a mesma função como o jornal, e o substrato correto.

Para plantar em conjunto, escolha espécies que gostam da mesma intensidade de luz e rega, como a sálvia. Mantenha seu coentro saudável, cuidando também para que nenhum inseto ou doença o ameace, fazendo uma limpeza sempre das folhas secas e observando os versos de suas folhas. 

Como fazer mudas

Por se tratar de uma espécie anual, ou seja, aquelas que tem seu ciclo de vida de 1 ano e depois chegam ao fim, a forma mais indicada de fazer muda é por sementes. Sendo assim, use as sementes, que podem ser daquelas compradas, ou as resultantes das belas e delicadas flores brancas que o coentro dá.

Para quem já tentou semear coentro e teve dificuldade, a dica aqui é, antes de semear, dê uma leve macerada nas sementes, apenas as que for usar, e isso serve para quebrar a dormência da semente e facilitar sua germinação. 

A semeadura não precisa ser feita em sementeiras, podendo ser direta no local definitivo, com espaçamento mínimo de 10 cm entre as sementes. É possível semear o coentro o ano inteiro em regiões de clima mais quente. Já em locais como sul e sudeste do país, com invernos mais intensos, opte por semear no verão.

Como colher

A primeira colheita após a semeadura pode ser feita depois de 30 a 35 dias, e a forma correta se assemelha a da salsinha, corte sempre o mais rente da base, e vá colhendo primeiro as folhas mais de fora e maiores, justamente as mais velhas, permitindo que as novas cresçam e sua colheita possa ser por mais tempo.



Digite seu email para receber nossas últimas notícias!