Exterminar o uso das sacolinhas plásticas não é uma tarefa muito fácil. Normalmente as pessoas se acomodam pensando que se usá-las novamente para jogar o lixo, o impacto causado na natureza será menor. Porém, mesmo assim, ela demorará mais de cem anos para se decompor e colaborará com as emissões de gás metano, que é 60% mais perigoso que o CO2.

Talvez não seja possível eliminar 100% das sacolas plásticas que nós usamos, mas existem maneiras de reduzir essa quantidade. Inclusive, é possível trocar boa parte do plástico usado para jogar o lixo, por uma sacola feita de jornal.

A técnica, apresentada pela blogueira Juliana Valentini, é muito simples, proveniente do origami e necessita apenas de algumas folhas de jornal, que variam de uma a três, de acordo com a espessura desejada. A dobradura é parecida com a de um copo, só que com proporções bem maiores, e se encaixa perfeitamente nas pequenas lixeiras domésticas.

A sacola de jornal pode ser usada para armazenar os mais diversos tipos de resíduos. Mesmo assim, algumas coisas não poderão ser depositadas nessa sacola de papel. Nesses casos, o ideal é que seja usado um único saco plástico grande, que possa armazenar os resíduos acumulados por mais tempo.  Isso evita o uso de muitas sacolas. 

O passo a passo da dobradura está disponível no vídeo abaixo. Vale apena gastar 20 segundo dobrando e reciclando uma folha de jornal, para impedir um estrago que poderia durar centenas de anos.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.