Jornais reciclados deram origem a um capacete durável e resistente, fabricado por três estudantes de design de Londres. A criação será compartilhada entre as pessoas que andam de bike na capital da Inglaterra, e sua fabricação, totalmente sustentável, tem custos muito baixos: além de não utilizar cola ou aditivos artificiais, cada unidade precisa de pouco mais de três reais para ser elaborada.

Desenvolvido por Thomas Gottelier, Bobby Petersen e Edward Thomas, do Royal College of Art, o capacete feito com material reciclado é também biodegradável. Aprovado durante os testes e pelos usuários, o equipamento consegue absorver o impacto das colisões e até salvar a vida dos ciclistas envolvidos em graves acidentes. “Os nossos capacetes têm dois milímetros de espessura, que fornecem uma quantidade surpreendente de força e absorção do impacto”, afirmou Gottelier ao site Co.Exist.

O equipamento de segurança será distribuído no sistema de bikes compartilhadas de Londres, coordenado pelo banco Barclays. Os usuários vão retirar as unidades no momento do aluguel, sem pagar nenhuma taxa adicional pelo uso do capacete. Com isso, os criadores pretendem alertar sobre a importância de seu uso e reduzir o perigo a que as pessoas estão expostas.

Os jornais distribuídos gratuitamente para a população de Londres não foram desprezados pelos estudantes. “Já tínhamos estudado a integridade estrutural que poderia ser obtida por meio da moldagem da pasta de papel. Usar esse importante recurso, que atualmente circula na nossa rede de transportes públicos, nos pareceu um passo lógico”, afirmou Gottelier. Além do sistema de bikes compartilhadas do Barclays, a agência de transportes de Londres também revelou interesse em adquirir os capacetes de jornal reciclado.


Foto: Divulgação/Paper Pulp Helmet

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.