- Publicidade -

"Água Seca” foi o nome escolhido para caracterizar um pó desenvolvido por cientistas britânicos. O material, segundo eles, é capaz de armazenar uma quantidade de CO2 superior ao da água comum e da areia, o que é uma ótima notícia em tempos de aquecimento global.

O material é fruto de um experimento realizado na Universidade de Liverpool e é constituído por 95% de água. Cada uma das moléculas é cercada por diversas nanopartículas de silício modificadas, por isso permanecem em estado sólido e fazem jus ao nome “Água Seca”.

Apesar de parecer uma invenção nova, a substância foi criada no fim da década de 60 e era bastante utilizada na indústria de cosméticos. Porém, agora os ingleses desenvolveram uma forma de dar uma nova utilidade à invenção.

- Publicidade -

O material que se parece com farinha, é capaz de absorver três vezes mais CO2 que a água comum ou a areia. Além disso, ela pode ser de grande valia para o armazenamento e transporte do gás natural, possibilitando um maior aproveitamento do gás metano como fonte de energia.

Com informações do Planeta Sustentável

- Publicidade -