Seria surpreendente criar um carro híbrido que funcionasse a partir da eletricidade ou pela força humana? E saber que um carro desses já existe há 20 anos? O modelo é conhecido como Twike e foi apresentado ao mercado em 1986 durante uma exposição realizada em Vancouver, no Canadá.

Recentemente o milésimo Twike foi fabricado. Inicialmente a fábrica do automóvel alternativo era sediada na Suíça, mas hoje a produção se concentra na Alemanha. O modelo tem permissão para circular pelas ruas da Europa e Estados Unidos e é um carro que agrada os amantes da sustentabilidade.

O Twike funciona de maneira simples: a energia é produzida a partir das pedaladas do motorista e do passageiro, que passa a ser essencial e totalmente atuante. A energia motriz faz o motor funcionar, diferente de uma bicicleta, por exemplo. Mas, também é possível recarregar as baterias em uma rede de abastecimento.

Este é um veículo que não atinge grandes velocidades, tendo como limite os 85 km/h. Ele é indicado para o uso de distâncias máximas de 200 quilômetros, justamente pelo esforço que o motorista precisa fazer para mantê-lo em movimento. Dependendo do tipo de estrada, os fabricantes garantem um aumento de cinco a 20% no desempenho do carro. Eles também informam que o modelo é, no mínimo, dez vezes mais eficiente que qualquer outro  carro.

Além do benefício econômico, já que os custos da eletricidade são muito menores que os dos combustíveis fósseis, o Twike reserva benefícios à saúde, pois possibilita uma atividade física leve e prazerosa aos amantes do automobilismo. Com informações do TreeHugger.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.