- Publicidade -

Ecologistas e ambientalistas já discutem há muitos anos se a geo-engenharia (que usa a tecnologia para alterar o clima) é uma boa solução para contornar a mudança climática. Mas a tecnologia tem alguns pesos pesados ao seu lado, incluindo Bill Gates.

O fundador da Microsoft anunciou recentemente que tem planos de investir 300 mil dólares em pesquisas na Universidade de Calgary, visando encontrar soluções e respostas para o aquecimento global.

Parte desta pesquisa inclui os testes de laboratório em máquinas que sugam a água do mar e pulverizam-nas no ar, semeando nuvens brancas. As nuvens brancas refletem os raios de sol para fora da terra e assim o aquecimento da Terra diminui.

- Publicidade -

As máquinas foram desenvolvidas pelo grupo Silver Lining, sediado em São Francisco. A máquina transforma água do mar em micro-partículas que podem ser lançadas à uma altura 915 metros de altura. As partículas aumentam a densidade das nuvens devido ao aumento de núcleos contidos. A máquina de fazer nuvens, que flutua nos oceanos, pode sugar até 10 toneladas de água por segundo.

Se tudo der certo, o grupo planeja testar o processo com 10 embarcações espalhados por cerca de 10 km2 de oceano. Mesmo que funcione, a tecnologia tem um longo caminho pela frente até conseguir alterar o clima significantemente. Um estudo recente mostrou que seriam necessárias 1900 embarcações à um custo de $7 bilhões para impedir que a temperatura da terra suba.

- Publicidade -