- Publicidade -

Bicicletas feitas de bambu e máquinas de lavar roupas que não usam energia elétrica, nem água, foram destaques no Prêmio Seed, promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Ambas as invenções foram destaque entre outras 30 ideias sustentáveis provenientes de diversos lugares em todo o mundo. As bicicletas de bambu foram feitas em Gana, país situado na região oeste do continente africano. Os pontos analisados como os mais positivos da iniciativa é o fato de as bicicletas serem feitas a partir do reaproveitamento de uma das matérias-primas mais abundantes do país e do mundo, e ser um meio de transporte acessível às pessoas de baixa renda, fatores que as tornam totalmente sustentável.

A máquina de lavar, chamada de “IziWasha” também é uma solução africana. A máquina possui um mecanismo que a possibilita trabalhar sem a necessidade de água encanada ou energia elétrica.  A criação também é ideal para suprir algumas das necessidades das pessoas de baixa renda que habitam a África do Sul.

- Publicidade -

A premiação ofereceu US$ 5 mil aos vencedores, além de um pacote com diversas outras ajudas, como assessoria para desenvolvimento e melhoria do plano de negócios, oficina de empreendedorismo local e divulgação de ações no cenário regional, nacional e internacional.

Além das duas propostas já citadas, o continente africano teve destaque com as ideias quenianas, de substituição dos lampiões movidos a querosene por lâmpadas solares e o projeto de mudança dos tradicionais postes de madeira por outros fabricados com plástico reciclado.

Entre os americanos somente uma sugestão teve destaque, um projeto colombiano de redução do desmatamento, através do investimento em produtos não-madeireiros.

Confira o vídeo da bike feita de bambu:

[VIDEO:bicicleta_de_bambu]

Com informações do PNUD

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter

- Publicidade -