A proibição da distribuição gratuita de sacolas plásticas nos supermercados é como uma novela que nunca tem fim. Liminares, decretos, leis. Nada conseguiu, de fato, estabelecer uma mudança definitiva no uso dos plásticos, mas um novo acordo promete eliminar algumas barreiras entre a indústria e os consumidores.

Os supermercados agora devem dar duas sacolas de graça para cada cliente ou dar desconto na compra caso ele dispense o modelo do mercado, levando uma sacola retornável. Esta é a medida acordada em reunião entre o Procon e a Apas (Associação Paulista de Supermercados) que passa a valer nesta segunda-feira (11).

A distribuição gratuita de sacolinhas valerá até 10 de julho. Já o desconto pela ecobag valerá até 10 de novembro. O desconto deve ser de R$ 0,03 a cada cinco produtos comprados ou a cada compra de R$ 30,00. “Outra opção é a de o supermercado fornecer cupons para sorteios”, sugere a associação. Além disso, por seis meses, os mercados devem vender promocionalmente as ecobags.

Desde a implantação da legislação, em cinco de abril, que veta a distribuição de sacolas plásticas de resina de petróleo, a maioria dos supermercados vem cobrando de R$ 0,08 a R$ 0,10 por embalagem. Na capital paulista, há dois modelos disponíveis, um para colocar o lixo reciclável e outro para o lixo orgânico.

Segundo a Apas, os programas de incentivo devem ser realizados pelo período de 180 dias, o que ajudará os consumidores nesse momento de transição. O acordo assinado pelas duas instituições pode ser conferido aqui.

A Apas e o Procon também desenvolveram uma série de peças de comunicação para o supermercadista expor em sua loja, informando e conscientizando os consumidores, veja aqui.

Redação CicloVivo

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.