Seguindo os recentes passos da Zara, a Levi’s assumiu o compromisso DETOX e prometeu eliminar todas as substâncias tóxicas de sua cadeia de fornecedores e de produtos até 2020.

Como parte de seu compromisso, a Levi’s pedirá a 15 de suas maiores fornecedoras na China, no México e em outras partes do mundo a revelar publicamente quais substâncias utiliza em seus processos de fabricação até junho de 2013. Ao final do próximo ano, outras 25 fornecedoras deverão seguir os mesmos critérios de transparência. Esta medida permitirá, ao menos, que todas as pessoas vizinhas a estas fábricas saibam que substâncias estão contaminando seu ambiente local.

“Mais do que nunca, vemos marcas como a Levi’s escutarem o clamor público por uma moda sem tóxicos. Agora será só uma questão de tempo para que outras empresas como Calvin Klein, GAP e Victoria Secret se juntem à iniciativa”, disse Marietta Harjono, da campanha de tóxicos do Greenpeace Internacional. “Da nossa parte, continuaremos a expor estas marcas até que o uso dessas substâncias seja completamente eliminado.”

Após o Greenpeace Internacional publicar o relatório “Fios Tóxicos: por baixo dos panos”, mais de 210 mil pessoas se juntaram à campanha para pedir à Levi’s que se “desintoxique”. Outras dezenas de milhares agiram por meio do Facebook e do Twitter e mais de 700 pessoas protestaram diante de lojas da Levi’s em 80 cidades do mundo.

A Levi’s agora se tornou a 11ª marca a assumir o compromisso de eliminar até 2020 todas as substâncias tóxicas de suas cadeias de produção desde que o Greenpeace Internacional começou a campanha DETOX, em 2011.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.