O Facebook lançou um apelo aos internautas para ajudarem as vítimas do terremoto no Nepal e propôs oferecer US$ 2 milhões para completar as contribuições que forem feitas pelos usuários da rede. “As pessoas manifestam a intenção de apoiar as vítimas do sismo que assolou as populações do Nepal, India e Bangladesh”, explicou a direção do Facebook.

Na segunda-feira (27), o Facebook enviou uma mensagem convidando os usuários da rede social a fazerem um donativo à Organização Não Governamental International Medical Corps, que enviou equipes de socorro para região da tragédia.

O Facebook também ativou um sistema de alerta, chamado de "verificação de segurança”, permitindo que aqueles que estão na área onde ocorreu a catástrofe avisem seus familiares e amigos de como se encontram.

Desde a implantação desse sistema, no sábado (25), no Nepal, assim como em algumas áreas do Bangladesh, Índia e Butão, milhões de pessoas já relataram que estavam seguras enquanto dezenas de milhões disseram que pessoas que conhecem que se encontravam no local estão bem. “Em tempos de crise, temos visto as pessoas recorrerem ao Facebook para saberem o que estava para acontecer, partilhar as suas experiências e apoiar uns aos outros.”

Quer ajudar? Veja aqui como fazer sua doação para a International Medical Corps

O terremoto

O terremoto que atingiu o Nepal no último sábado (25) alcançou a magnitude 7,8 e foi sentido em Bangladesh, Índia, China, Paquistão e no Monte Everest. O tremor foi o pior registrado na região nos últimos 81 anos. De acordo com as agências internacionais, até o momento o terremoto já afetou mais de oito milhões de pessoas. O número de mortos é superior a cinco mil e os desabrigados são mais de 8.500. Além disso, segundo a Organização das Nações Unidas, mais de 1,4 milhão de pessoas necessitam de água, comida e abrigos seguros.

Da Agência Lusa

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.