Em março, o CicloVivo falou de um processo que transforma farelo de trigo natural em pratos e talheres descartáveis. Solução parecida foi adotada por uma empresa em São Francisco, nos Estados Unidos, mas desta vez usando a haste de trigo para fabricar canudos 100% biodegradáveis.

O processo é simples. O trigo é cultivado principalmente pelo seu grão, que é transformado em farinha e outros produtos alimentícios. Quando a planta amadurece seus grãos são colhidos e suas hastes, geralmente, são cortadas e podem ser desidratadas para a produção de palha. A marca Hay! Straws, entretanto, teve uma ideia de negócio que reaproveita as hastes para criar um novo tipo de canudo ecológico.

Em termos ambientais, a vantagem em relação aos canudos plásticos é óbvia. O produto busca então conquistar o mercado se sobrepondo aos feitos com papel ou bioplásticos. Para isso, defende sua resistência a temperaturas bruscas e ressalta que nenhuma planta adicional precisa ser cultivada ou colhida para fazer canudos, diferente da produção de papel. Também polemiza: Muitos materiais bioplásticos são recicláveis, mas não compostáveis. “Há muita confusão sobre o que exatamente são os bioplásticos e o que acontece com eles depois que você os descarta. Por causa do marketing enganoso, muitos consumidores fazem a (muitas vezes incorreta) suposição de que os bioplásticos são sempre biodegradáveis. Mas o termo ‘bioplástico’ refere-se apenas ao que é produzido, e não a como ele será decomposto depois de ser descartado”, afirma a marca em seu site.

Fotos: Hay! Straws

Produção

Durante o processo de fabricação, os canudos são lavados completamente três vezes com água esterilizada. Após secos, passam por controle de qualidade e são embalados manualmente em caixas de papelão -, mais uma vez evitando plástico. “Não há dois canudos iguais devido à variação natural da planta de trigo”, explica a Hay! Straws.

Apesar de não serem comestíveis, os canudinhos foram testados pela Universidade de Nebraska-Lincoln e são livres de glúten, o que garante aos celíacos poderem usar o produto sem risco de alergias.

Confira abaixo mais alternativas inventadas para a redução de lixo plástico e seus consequentes problemas para a fauna marinha:

Empresa cria solução biodegradável para pratos e talheres descartáveis

Coroas de abacaxi viram pratos e talheres na Colômbia

Caroço de abacate vira talher biodegradável no México