Com foco na crise hídrica que tem afetado ao menos 40 milhões de brasileiros, a organização ambientalista WWF-Brasil aproveita para pedir que a população brasileira assine petição pela criação do Plano Nacional para a Proteção de Nascentes.

Devido às questões climáticas, desmatamento e falta de planejamento e gestão pública, a Agência Nacional de Águas alerta que metade dos municípios brasileiros poderão sofrer com falta de água em 2015. Nesse cenário, é fundamental que o Brasil se mobilize para garantir um futuro com água, alimentos e energia para todos.

“O Brasil precisa urgentemente de um plano nacional para a proteção e a recuperação de nascentes, rios, lagos, córregos e outros mananciais, que ajudaria a aumentar a quantidade e a qualidade da água para consumo. Parece que o governo não leva em consideração que é preciso um plano mais robusto de segurança hídrica, mais diversificado e mais baseado na infraestrutura natural da bacia hidrográfica”, explica o coordenador do programa Água para Vida, do WWF-Brasil, Glauco Kimura de Freitas.

Ao enfatizar a importância da “infraestrutura natural” a petição quer chamar a atenção para o fato de que a própria bacia hidrográfica, a própria natureza, já tem mecanismos para reservar água, sendo o solo, o maior reservatório que existe. “Mas uma vez pavimentado e impermeabilizado, o solo perde essa função. Essa informação precisa ser levada aos governantes, para que eles entendam a questão e tenham vontade política para fazer as mudanças necessárias”, explica Kimura de Freitas, lembrando que obras de infraestrutura, como as propostas pelo governo, são necessárias, mas não se constituem uma solução definitiva para a crise.

Lançada durante a mobilização para a Hora do Planeta, a petição estará aberta para assinaturas até agosto, quando deverá acontecer o Dia de Sobrecarga da Terra (Overshoot Day, em inglês), outra data simbólica que marca o dia em que o planeta Terra entra no vermelho, ou seja, quando consumimos mais recursos naturais do que o planeta dispõe. O cálculo, feito anualmente pela Global Footprint Network (organização internacional pela sustentabilidade, parceira global da Rede WWF), mostra que há 14 anos a data surge cada vez antes: 1º de outubro em 2000 e 19 de agosto em 2014.

Clique aqui para acessar a petição on-line.

Avatar
Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.